TJ nega recurso e mantém ex-secretário de Saúde afastado

O juiz substituto do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Francisco Alexandre Mendes Neto, negou habeas corpus para suspender o afastamento do ex-secretário Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Possas de Carvalho.  A defesa do ex-secretário alegava que as acusações são indevidas e amparadas em suposições, além de que não existiria provas concretas de que a sua permanência no cargo poderá prejudicar as investigação dos fatos.

Possas foi afastado no dia 01 de outubro acusado de envolvimento em um esquema de superfaturamento de R$ 715 mil na compra de medicamentos de combate ao novo coronavírus.

Em seu despacho, o juiz também afirma que o afastamento de Possas não causa prejuízo ao município, já que o prefeito nomeou uma nova Secretária Municipal de Saúde