Mulher é presa após se recusar ser revistada por PM negra em Cuiabá

Uma mulher de 28 anos foi presa acusada de injúria mediante preconceito, após se recusar a ser revistada por uma policial por ela ser negra.

O caso aconteceu no Bairro Porto, em Cuiabá após a suspeita se envolver em uma confusão em que chegou a agredir um motorista de ônibus.

Conforme o boletim de ocorrência, a suspeita entrou no ônibus em frente ao 1º Batalhão da Polícia Militar e, ao tentar passar pela catraca, o cartão dela não passou por estar sem crédito.

Ela ficou transtornada e passou a xingar o motorista; na sequência, chegou a dar um tapa no rosto dele.

A Polícia Militar foi acionada e uma equipe foi até o ônibus. Os policiais, então, chamaram uma policial feminina para fazer a revista da mulher, mas ela se recusou a ser revistada pela sargento justificando que seria “por causa da sua cor”.

A mulher então recebeu voz de prisão. Ela tentou resistir e foi necessário contê-la para colocá-la na viatura.

O caso foi registrado como injúria real, contra o motorista, e injúria mediante preconceito, contra a policial.