Justiça determina medidas cautelares adolescente que matou Isabele

Por unanimidade, os desembargadores da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso decidiram substituir a internação da adolescente de 15 anos, acusada de matar a amiga da mesma idade, Isabele Ramos Guimarães, em um condomínio de luxo de Cuiabá em julho deste ano, por medidas cautelares. O caso corre em segredo de Justiça.

A adolescente deverá recolher-se em casa no período noturno, fins de semana e nos dias de folga. Além disso, ela não pode fazer uso de substância alcoólica e similares.

O Ministério Público Estadual (MPE) apresentou alegações finais e se manifestou pela condenação da adolescente de 15 anos por ato infracional análogo ao crime de homicídio doloso, quando há intenção ou assume o risco de matar.

O pedido de internação seria pelo prazo de 6 meses, podendo chegar a três anos.