Gaeco faz operação e prende sete envolvidos em fraudes no DPVAT

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (7), a Operação “Apate”, com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada em fraudes contra a Seguradora Líder-DPVAT.

Foram cumpridos 34 mandados judiciais expedidos pelo juízo da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, sendo sete de prisões preventivas, bem como expedição de duas ordens para colocação de tornozeleira eletrônica.

No curso da investigação foram identificados mais de 30 crimes de falsificações de documentos públicos e estelionato, praticados pela organização criminosa somente em Cuiabá embora esse número possa ser maior.

Conforme apurado, para a obtenção indevida dos valores de indenizações securitárias decorrentes de supostos acidentes de trânsito (Seguro DPVAT), a organização criminosa especializou-se em fraudes documentais sofisticadas, tais como: falsificações de documentos públicos de certidões de nascimento, casamento e óbito, de laudos de exames necroscópicos, boletins de ocorrências e outros documentos que instruíam os requerimentos indenizatórios, encaminhados à Seguradora Líder.