Policial descobre que não é pai de criança e atira na mão de ex

Um policial militar atirou na mão da ex-companheira após descobrir que não é pai biológico da criança que registrou em seu nome. O caso aconteceu em Santa Rita do Trivelato (355 km de Cuiabá).

Segundo informações da PM, o soldado tinha ligado para vítima e marcado um encontro em frente ao prédio em que ela mora. Quando ela desceu para conversar, ele mostrou o resultado do teste de DNA, comprovando que não é o pai biológico da criança. Conforme o boletim de ocorrência, o PM estava muito alterado e ameaçou a vítima. Ele mandou ela ir embora e deu um tiro para o alto.

Ainda durante a discussão, os dois entraram em luta corporal, quando ele atirou na mão da ex-mulher. Ela foi encaminhada por testemunhas até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e a criança foi levada para a mãe da vítima.

O Comando do 26º Batalhão de Polícia Militar de Nova Mutum informou que afastou das atividades operacionais o soldado envolvido no crime de lesão corporal. Informou, também, que o fato aconteceu no horário de folga do policial, por isso não se trata de um crime militar.