SEM DOCUMENTAÇÃO

Obras do BRT em Cuiabá suspensas por 45 dias

 

 

A reunião na sede das promotorias de Justiça de Cuiabá terminou com a determinação da 17ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural de Cuiabá que a Secretaria de Obras da capital, em um prazo de 45 dias, apresente um parecer sobre os pedidos de autorizações.

Ficou claro que a empresa responsável pela obra, iniciou os trabalhos cumprindo ordem do contratante, governo do estado, em resposta ao VLT Cuiabano de Emanuel Pinheiro, e não possuía todas as licenças. Ao ser cobrado o representante do Consórcio disse que “enviou uma correspondência” para a prefeitura e não obteve resposta.