BBB 21

Karol Conká fala da rejeição recorde no ‘BBB21’: ‘Sou a nova Carminha’

Karol Conká esteve no “Mais Você” na manhã desta quarta-feira (24) e falou, entre outras coisas, sobre sua saída do “BBB21” com rejeição recorde.

A cantora foi a quarta eliminada do programa e deixou o jogo com 99,17% dos votos.

“Sou a nova Carminha, Nazaré, algo do tipo. Achei bem interessante como absorvi, porque realmente pretendo melhorar”, afirmou a cantora após passar a madrugada olhando as redes sociais.

“Essa vilã não é real aqui do lado de fora, porque se fosse real, eu não teria conquistado tantas coisas na vida sendo uma pessoa má e injusta”, apontou a cantora.

Karol citou que a culpa de sua eliminação “foram minhas atitudes péssimas. Não tenho muita coisa pra dizer.”

“Pedia pra sair porque sentia dor do remorso, da culpa”, declarou a cantora, que disse se sentir “ácida e amarga” e que “não estava se sentindo bem na casa”.

“Me perdi no jogo, me perdi de mim”, lamentou Karol.

A cantora ainda ficou assustada ao rever cenas de sua participação no jogo.

“Meu Deus, passando uma vergonha em rede nacional. É bem agressivo o jeito que falo. Realmente acreditei naquilo”, citou a cantora ao rever sua briga com Carla Diaz.

Ela ainda pediu perdão para Bill — com quem teve um relacionamento na casa — e para Carla, além dos familiares dos participantes.

“Sinto muito mesmo.”

Ana Maria também mostrou para Karol a cena em que ela expulsa Lucas Penteado da mesa e, em seguida, diz que “voaria na cara” do ator. Lucas desistiu do programa em 7 de fevereiro.

“Foi um modo bruto de dizer, mas jamais voaria na cara dele e agrediria o Lucas. Foi extremamente agressivo e petulante de minha parte ali”, lamentou.

A apresentadora também recordou a briga da cantora com Camilla de Lucas e, em seguida, questionou Karol se ela se arrependia.

“Sim. Acho que causei perturbação na casa. Levei minha perturbação e acabei jogando nos outros e fazendo com que eles ficassem tristes.”
Karol ainda afirmou que conversou com a psicóloga algumas vezes ao longo do programa e que se sentiu aliviada ao deixar o jogo.

“Ontem não derrubei nenhuma lágrima ao sair porque senti alívio”, afirmou Karol, que disse estar em desequilíbrio. “Preciso realmente me tratar. A personagem vilã surgiu a partir do momento que entrei na casa. Óbvio que já tive momentos de explosão fora da casa, já fui agredida, e não agi assim.”