FALTA DE PAGAMENTO

Greve de anestesistas no HMC e Hospital São Benedito

 

 

Os problemas enfrentados com fornecedores na chegada da Interveção na Saúde de Cuiabá estão se repetindo agora no período final; os fornecedores de bens e serviços querem seu pagamento.

A Cooperativa de Médicos Anestesiologistas do Estado de Mato Grosso (Coopnaest/MT) que interrompeu os trabalhos tanto no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) como no Hospital São Benedito, por falta de pagamento, reclama de dois meses em atraso, fevereiro e novembro. O mês de fevereiro é anterior ao período da Intervenção e o mês de novembro, segundo o Gabinete de Intervenção está em processo de liquidação.

Assim como os fornecedores do período pré-intervenção ainda aguardam o devido pagamento, os que agora fornecem estão receosos de serem preteridos a partir de 1º de janeiro.