TRAÇADO

Ferrovia vira embate entre Assembleia e Governo

 

O traçado da ferrovia em Mato Grosso virou caso na justiça.

Com autorização da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA) a empresa responsável pela construção, para baratear os custos de implantação dos trilhos, alterou o traçado original em 30 quilômetros atingindo a zona urbana de Rondonópolis.

Moradores de seis bairros da cidade, atingidos pela mudança, buscaram a Assembleia Legislativa para que o traçado original fosse respeitado.

Depois de avisos, os deputados optaram por suspender a Licença de Instalação da Obra.

O governo do estado moveu três ações na justiça para manter a autorização do novo projeto e pedido liminar foi concedido, suspendendo o decreto legislativo.

A Procuradoria da Assembleia Legislativa buscaram o Tribunal de Justiça de Mato Groso (TJ) para resolver o impasse, o que deve ser tentado nos próximos dias com uma audiência de conciliação entre Executivo e Legislativo.