Giulia Be termina namoro

Giulia B confirmou os boatos de que terminou o namoro com Chady, nesta quinta (19). Em uma série de stories, a cantora afirmou que ambos não estão mais juntos e que não houve traição como estão especulando com o cantor Luan Santana, que terminou o noivado com Jade Magalhães.

“Estou aqui a pedido dos meus fãs. Reconheço que as pessoas criam ídolos, por exemplos, e se um dia qualquer um deles se sentisse injustiçado, eu iria incentivá-lo a usar sua voz. Não faz sentido fazer diferente comigo mesma. E eu só posso falar por mim.

Não existiu traição. Não existiu dar em cima. Não existiu talaricagem. Fiz um trabalho com o Luan, sendo esse o primeiro feat da minha carreira. Fiquei muito animada, fiquei muito feliz por estar em um projeto com um artista que sempre admirei, que provou além do seu talento ser também um ser humano incrível. Conheci seus pais em um ambiente de trabalho, assim como ele conheceu os meus, há meses. Criamos admiração mútua e uma amizade.

Não cabe a mim comentar o relacionamento de outras pessoas. O meu namoro não aguentou a tudo isso. Terminei tem alguma semanas, pois acho que a pessoa que a gente escolhe amar não merece toda essa destilação de ódio, toda essa criação e especulação abalando algo que era para estar sendo vivido a dois. Eu escolhi essa vida, ele não.

Na live, eu e Luan pedimos a vocês que tivessem empatia com uma outra situação que vocês não viveram, não conhecem e não sabem a verdade por trás. Pedimos para mensurarem as palavras, pois elas machucam não só uma como duas, três e quatro pessoas estariam envolvidas em tudo isso. Parece até uma piada pronta que isso esteja acontecendo agora. Mas por algum motivo está e quando Deus prepara coisas assim na nossa vida nada mais é do que um teste de nossa resiliência e nossa fé que talvez tenha um motivo maior.

Mulheres, parem de botar uma contra outras. Parem de aceitar as narrativas machistas que lhes vão impondo. Eu sei que é difícil, sei que a gente foi criada assim.

Não sou dona de qualquer verdade, pelo contrário. Muitas vezes, ao sentir injustiçada quis culpar outra mulher. Nosso instinto vai ser sempre culpar ELA. Falar mal DELA. Mirabolar uma narrativa onde todos os meus problemas foram causados por ELA. Assim são as defesas femininas, mas ninguém nunca fez justiça assim.

Fica aqui meu agradecimento a todos que não surfam na ondam do ódio, sobretudo aos meus fãs: vocês me deixam mais fortes, vocês são as únicas razões que hoje estou e posso viver meu sonho.

Estou trabalhando e vou continuar trabalhando independentemente. Isso sim é a verdade e essa verdade é imutável. Be kind”.

Fonte: Revista Glamour