Pesquisa aponta que 12% dos mato-grossenses já foram infectados pelo coronavírus

17.04.2020 - Teste do vocid-19Foto Gilson Abreu/ANp

Cerca de 12,5% da população mato-grossense já foi infectada pelo coronavírus. O apontamento é feito com base na pesquisa soro epidemiológica realizada em dez cidades de Mato Grosso, entre setembro e outubro de 2020. O projeto foi elaborado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) e contou com a parceira das Secretarias Municipais de Saúde, da Unemat e UFMT.

A prevalência de anticorpos no conjunto dos municípios avaliados foi de 12,5%, variando de 7,4% a 24,3% entre as cidades.

O município de Várzea Grande apresentou a maior prevalência com 24,3%, seguido de Cuiabá (17,5%), Sinop (13,6%), Barra do Garças (12,9%), Cáceres (12,8%), Juína (10,4%), Tangará da Serra (9,7%), Água Boa (8,7%), Rondonópolis (8,6%) e Alta Floresta (7%).

Considerando a soro prevalência estimada pela amostra e a população de 20 anos ou mais para o estado de Mato Grosso – de aproximadamente 2,3 milhões habitantes –, o número de pessoas já infectadas é de cerca de 299.563 cidadãos.

Contudo, a área técnica esclarece que a generalização dos resultados deve ser feita com cautela, considerando que o delineamento da amostra não incluiu municípios com população menor que 25 mil habitantes e residentes na área rural.

A moderada prevalência de pessoas infectadas no estado significa que ainda existe uma grande quantidade de indivíduos em risco de adquirir a doença enquanto não estiverem disponíveis vacinas efetivas, sendo importante a manutenção das ações de prevenção.

Por meio da pesquisa soro epidemiológica, também é possível analisar a expansão da Covid-19 em Mato Grosso e a prevalência por município, sexo e faixa-etária.

Com informações da assessoria