Morre no Rio de Janeiro piloto do helicóptero que caiu no Pantanal

Foto: Reprodução

O agente da Polícia Civil do Distrito Federal, Renato de Oliveira Souza, que pilotava o helicóptero que caiu no Pantanal de Mato Grosso no início do mês, morreu na madrugada desta terça-feira (27) no Rio de Janeiro.

Souza passou mal a noite de segunda-feira (26), apresentando falta de ar. Ele foi socorrido e levado para uma Unidade de Pronto-Atendimento na Capital fluminense, mas acabou falecendo. Ele morreu menos de uma semana após receber alta médica. Suspeita-se que ele tenha sofrido um tromboembolismo pulmonar.

O helicóptero da Força Nacional caiu no Pantanal, próximo ao Porto Jofre com três integrantes. Além de Souza, estavam no helicóptero o copiloto Luiz Fernando Berberick, da Polícia Civil do Rio de Janeiro, e o 2° sargento PM Emerson Miranda Martins, da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Todos foram resgatados com vida e foram encaminhados até Cuiabá para atendimento médico pela Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Aérea do Ciopaer.

A aeronave e a tripulação auxiliavam os trabalhos da Operação Pantanal II, que combate as queimadas naquela região.

As causas do acidente são apuradas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Força Aérea Brasileira.