Claudia Raia revela que quase namorou Faustão e lamenta ter apoiado Collor

A atriz Claudia Raia deu uma longa entrevista ao “Fantástico” para celebrar os 35 anos de carreira, contados no livro de memórias “Sempre Raia: Um Novo Dia”. Entre tantos assuntos, ela revelou que quase namorou o Faustão na década de 1990. “Rolou isso mesmo, lá em 1990, 1991. Teve todo esse movimento, esse empenho. Teve uma tentativa dele de romance [por parte do Faustão]. Acabou não acontecendo, e acabou virando uma grande amizade e nunca mais nos desgrudamos”, disse.

Ainda sobre relacionamentos, Raia relembrou do casamento com o agora deputado Alexandre Frota (PSDB), quando ela tinha 18 anos. “Minha mãe me disse para eu não me casar com ele antes do casamento. Definitivamente, não era ao homem da minha vida. Como pode um casamento dar certo com 18 anos. E até que durou bastante, cinco anos. Foi muito importante [o casamento] para mim. Mas não deu certo”, acrescentou. Por fim, a atriz falou sobre o namoro com o apresentador e humorista Jô Soares, considerado por ela um anjo. “O Jô foi meu primeiro grande amor. Ele salvou minha vida, porque eu tinha uma pinta no joelho que era um melanoma cancerígeno. Ele que viu e me levou ao médico. É uma pessoa que tenho um enorme respeito, um anjo que caiu na minha vida”.

Apoio a Collor Um assunto polêmico que Claudia Raia aborda no seu livro é o apoio dado ao ex-presidente Fernando Collor de Melo, que sofreu impeachment em 1992. “Fiz campanha para ele, desde quando era deputado. E paguei caro por isso”, contou a atriz, que lembrou quando teve que postar para uma revista segurando um teste negativo de HIV “Eu fui acusada de ter aids, porque alguém fez uma piada que [o Collor] ele estava magro, e falavam que eu tinha um relacionamento com ele. Tive que ser capa de revista com meu exame de HIV, coisas impossíveis por causa de estar no momento errado com a pessoa errada”, analisou.

Fonte: UOL