PROCESSOU

 Gilberto Catarro

 

 

Um dos maiores defensores da chamada liberdade de expressão em Mato Grosso, mesmo quando tal liberdade tenha pouco de expressão e muito de ofensa, o deputado estadual e bolsonarista, Gilberto Cattani (PL) mudou de pensamento.

Ao que parece, agora, liberdade de expressão é uma coisa e injuria, difamação e ameaça é outra. Pelo menos quando se tratar de sua pessoa.

Ele entrou na justiça contra um internauta que em seu comentário o chamou de Gilberto “Catarro”.

 

Cattani, recentemente pagou 20 salários mínimos para ter extinta sua punibilidade no processo movido pela coronel Fernanda que foi chamada por ele de “Pepa Pantaneira”.

Sem susto, dá para afirmar que pelo menos a coerência do deputado está “gripada” a ponto de apresentar o sintoma motivador do desagrado.