Emanuel tenta barrar candidaturas de Abílio, França e Gisela

A coligação “A Mudança Merece Continuar”, que tem o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) como candidato à reeleição, entrou com pedido de impugnação contra os registros dos candidatos Abílio Junior (Podemos), Roberto França (Patriota) e Gisela Simona (Pros). As três ações foram protocoladas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Na ação contra Abílio, a coligação de Emanuel sustenta que ele praticou abuso de poder político. Segundo a ação, no dia 28 de setembro de 2020, o candidato compareceu à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da  Morada do Ouro para pedir votos, onde é vedada a realização de campanha eleitoral.

Em relação à Gisela Simona, a coligação alega que ela está inelegível por não desincompatibilizar do cargo público no Conselho Estadual de Defesa do Consumidor (Condecon/MT) dentro do prazo estabelecido pela legislação eleitoral.

Já contra Roberto França, a coligação sustenta que ele está inelegível, pois foi condenado por ato de improbidade administrativa dolosa pela 2ª Vara da Seção Judiciária Federal de Mato Grosso. A sentença condenatória, conforme a ação, foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Outro lado

Em nota, Abilio Júnior (Podemos) assegura que não houve pedido de votos e que serão tomadas as providências necessárias.

Também por meio de nota, Gisela Simona (Pros) classificou as acusações de Emanuel como “inverdades” e “falácias”. A candidata afirmou que já havia saído do cargo no tempo previsto e de forma correta.

Para o advogado da coligação encabeçada por Roberto França (Patriota), Rodrigo Cyrineu, a tentativa não tem cabimento, pois não foi atestado a existência de lesão aos cofres públicos e o fato ainda está sendo discutido nas instâncias superiores.