Justiça proíbe advogado de ficar a menos de mil metros de sua ex

A Justiça determinou que o advogado Cleverson Campos Contó mantenha-se a pelo menos mil metros de distância de sua ex-namorada, a médica Laryssa Moraes Alves Corrêa.

A decisão, do dia 4 de novembro, atende a uma ação proposta pela médica e foi assinada pelo o juiz Jeverson Luiz Quintieri, da 2ª Vara Especializada em Violência Doméstica Contra a Mulher.

Este é a segunda decisão que vem a público de uma ex-namorada de Contó que obteve na Justiça uma medida protetiva contra o advogado. A primeira foi a influencer digital Mariana Vidotto, em setembro.

De acordo com a nova determinação, o advogado deve se manter afastado de Laryssa, bem como de seus familiares e das testemunhas do caso, pelo período de seis meses.

Ele ainda não poderá manter qualquer contato – mesmo que em meio digitais – e está proibido de frequentar locais como trabalho e residência dela, de amigos e até familiares.

O magistrado justificou que os fatos relatados pela médica à Polícia Civil demonstram situação de risco à sua vida.