Família acusa PM de matar inocente em Chapada dos Guimarães

A família do jovem Jonath da Silva do Rosário, de 23 anos, diz que ele foi assassinado pela Polícia Militar durante abordagem em Chapada dos Guimarães e acusa os policiais de “brutalidade”. Segundo relato da irmã do rapaz, Hellen do Rosário, ele estava de moto e com fones de ouvido trafegando em uma rua da cidade.

Os policiais, durante ronda, deram ordem de parada para o motociclista, mas ele não teria escutado. Ainda conforme a irmã, os policiais atiraram na perna do jovem, atingindo uma artéria. Jonath não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

Outro lado

Conforme o boletim de ocorrência elaborado pela PM, o rapaz estaria em alta velocidade. Ainda conforme a PM, ao receber ordem de parada, o motociclista teria lançado o veículo em direção aos policiais. Diante disso, segundo o B.O., os policias dispararam um tiro contra Jonath. Ele acabou caindo e os policiais viram que o atingiram na coxa direita.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu o rapaz, mas ele não resistiu aos ferimentos.

Por meio de nota, a corporação disse que a Corregedoria Geral está acompanhando o caso e um inquérito será instaurado para apurar a conduta dos policiais.