2010

Justiça deixa prescrever crime de Silval

Nas eleições de 2010 o ex-governador Silval Barbosa enfrentou processo eleitoral por caixa 2 e ter ficado com 750 mil reais de despesas não executadas.

Em sua delação premiada, onde, em Mato Grosso, os tubarões entregaram eles mesmos e alguns peixinhos, Silval confessou esse crime, e como em toda delação é necessário que o delator comprove o que está dizendo, e em se tratando de um crime cometido por ele mesmo, não deve ter faltado comprovação do fato.

Mas, o crime prescreveu e foi arquivado.

A prescrição se dá quando o tempo estipulado por lei para que o processo chegue ao seu final é extrapolado, neste caso 12 anos.

Como e porquê do “esquecimento” são respostas que nunca teremos, pois a justiça não considera isso um absurdo, e outros já estão em curso.