DE CUIABÁ PARA O MUNDO;

Influenciadoras cuiabanas contam tudo sobre vida no exterior

Paulo Henrique

Há muito tempo jovens brasileiros deixam o Brasil para ir atrás de melhores condições de vida e grandes oportunidades no exterior. Atualmente, no século XXI, esse hábito permaneceu e até se tornou mais frequente em alguns nichos, como no de moda e beleza.

No século do lifestyle, instagram, youtube e tik tok, muitos jovens influenciadores deixam suas cidades, seus familiares e vão atrás dos seus sonhos em outro país, como foi o caso das influenciadoras e modelos (e amigas!), Caroline Monteiro (@calmomteiro), que está na margem dos 20 mil seguidores e Emanuelly Apodaca (emma.apodaca), na margem dos 4 mil seguidores. As influencers se conheceram em Cuiabá e agora seguem carreira na internet no exterior.

Caroline tem 21 anos e é natural da cidade de Marília (SP), porém cuiabana de coração. A jovem começou a ingressar na sua área desde a adolescência, visto que sempre quis trabalhar com moda. Sua irmã mais velha, Bruna Monteiro, empresária e blogueira, sempre foi uma inspiração para Cal.

@calmomteiro

Aos 20 anos, Cal decidiu deixar a cidade de Cuiabá para trabalhar com produção de conteúdo de moda e beleza no exterior. Inicialmente o seu plano era ir morar na Irlanda, mas após alguns imprevistos, acabou se mudando para a cidade de Manchester, na Inglaterra. 

Quando questionada sobre a sua adaptação; ‘’É uma adaptação diária com o clima e com a cultura britânica que é mais fria, pra quem veio de Cuiabá, é bem difícil nesse quesito’’, afirmou. A melhor parte da mudança de País, para a influenciadora, foram as acessibilidades e oportunidades diárias que recebe na Inglaterra, algo que em sua vivência, foi bem difícil no Brasil. Acerca dos pontos negativos, Cal contou que apesar de toda a evolução, a xenofobia é bem presente na cultura britânica e ela sentiu isso pessoalmente. 

Além disso, a saudade que sente da sua família, amigos, comida e clima, ainda é algo que faz a jovem deixar as portas abertas para o futuro. “Eu amo o Brasil, é um país único e lindo, não vejo a hora das coisas voltarem ao normal para eu poder ir visitar”, declarou.

Já a trajetória da influenciadora de lifestyle, makeup, viagens e entretenimento, Emanuelly Apodaca (@emma.apodaca), 20 anos de idade, natural de Cuiabá (MT), começou mais cedo, aos 7 anos de idade se mudou para Irlanda, onde foi alfabetizada e morou por alguns anos. 

@emma.apodaca

Após esse período ela voltou para Cuiabá, temporariamente. Na adolescência voltou para a Europa, para a cidade de Viana do Castelo, no norte de Portugal, decidida a trabalhar com internet, mas ainda não acreditava que isso era possível. “Os portugueses, principalmente mulheres e os homens mais velhos, têm um estereótipo muito preconceituoso com as mulheres brasileiras, essa parte dificultou um pouco’’, desabafou.

Emma conta que apesar da xenofobia, ela se adaptou rapidamente à vibe europeia e se apaixonou. Atualmente já passou por vários países, como Alemanha, Itália, Espanha, entre outros. Sempre com muitas publicações compartilhadas em seu perfil do instagram.

Emma está em Cuiabá à passeio, porém está isolada com a sua avó, que é grupo de risco nesse momento de pandemia. A influenciadora conta que apesar das saudades que sente do clima, da avó, que é sua zona de conforto e da comida cuiabana, pretende voltar à Capital somente para férias.

Quando questionadas se no exterior seria mais viável viver como Digital Influencer, ambas concordam que depende muito, mas que na Europa eles costumam valorizar mais os influenciadores que estão começando agora, mas que estão cheios de conteúdos incríveis à oferecer.