CRUELDADE

Homem obriga esposa grávida de 7 meses a fazer aborto e joga feto em lixo

Um feto de quase 7 meses foi encontrado em um saco de lixo em uma lixeira pública na tarde de terça-feira (5), no bairro Jardim das Primaveras, em Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá).

Segundo as informações, o homem de 51 anos teria obrigado a esposa, uma mulher de 42 anos, a realizar um aborto clandestino. Após realizar o aborto, a mulher passou mal e precisou ser encaminhada em estado grave pela Guarda Municipal ao Hospital São Lucas. Durante o exame, foi constatado que a mulher havia acabado de dar à luz. A médica questionou o pai da criança, que em primeiro momento negou que havia um bebê, mas depois acabou confessando que havia jogado o feto dentro de um container.

A Polícia foi acionada, junto com o suspeito, os policiais se deslocaram ao local onde ele havia jogado o feto. O bebê não teve o sexo revelado e estava dentro de um saco transparente, sem sinais vitais. A Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) realizará o exame de necropsia para comprovar se o bebê nasceu vivo e diante disso o caso será revertido de aborto para homicídio. O pai já está preso pelo crime de aborto qualificado.

A mulher não pode ser ouvida diante do estado grave em que se encontra. Ela passou por cirurgia para conter a hemorragia decorrente do aborto.