MT monitora aumento de casos para evitar segunda onda da covid 19

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, não descartou uma segunda “onda” de infecção do novo coronavírus em Mato Grosso. Apesar dos números estarem aparentemente estáveis com ligeira queda, Figueiredo alertou que o Estado não está livre de um novo surto da doença, assim como já ocorre em alguns países da Europa.

Mato Grosso viveu o “pico” da Covid-19 entre junho e julho deste ano, quando registrava mais de 45 mortes diárias pela Covid. Atualmente, o número de óbitos diários está abaixo de 20.

As declarações ocorrem em meio ao aumento no número de casos de covid-19 nos países europeus, que receberam uma advertência da Organização Mundial de Saúde (OMS) e já começam a discutir a retomada das medidas de isolamento social. Segundo o diretor regional da OMS, Hans Kluge, o número de novos casos dobrou em mais da metade dos países europeus nos últimos dias, após a flexibilização das medidas restritivas.

Em Mato Grosso, grande parte dos setores econômicos estão funcionando normalmente.