TENTATIVA DE CALOTE

TENTATIVA DE CALOTE: Diretor de hospital não paga prostituta adiantado e acaba na delegacia

Um diretor de um hospital e um amigo foram conduzidos à delegacia após “contratarem” uma garota de programa e não cumprirem o combinado. O fato aconteceu na madrugada desta terça-feira (26), em Cuiabá.

Segundo as informações, eles acertaram o programa pelo valor de R$ 1 mil. Ao chegarem no motel. a moça pediu metade do valor do programa, R$500,00, mas o homem se negou a entregar.

Eles discutiram e a profissional do sexo, então, acionou a Polícia Militar. Ao chegar no local, o homem ainda teria desacatado os militares e trio – diretor do hospital, amigo e garota de programa – acabou sendo conduzido à delegacia.

Ao chegar na Polícia Civil, o homem teria acionado alguns amigos que pagaram R$ 1.000 para que a garota não representasse contra ele e não causasse um escândalo ainda maior.

Ele foi escutado e liberado em seguida.