Paciente acusa médico de abuso sexual durante consulta em Cuiabá

Um cirurgião-geral de um hospital de Cuiabá foi acusado de abusar sexualmente de uma paciente durante uma consulta pós-cirúrgica.

Segundo a vítima, de 26 anos, ela passou por uma cirurgia de retirada de apêndice recentemente e, nessa quinta-feira (12) foi passar pelo retorno pós-cirúrgico.

A princípio, a consulta ocorreu normalmente e a jovem precisou deixar à mostra apenas as partes do corpo em que a cirurgia foi realizada.

Depois, porém, o médico questionou se ela havia feito depilação a laser, se doía e, em seguida, se podia ver a depilação. A paciente disse que não.

Mas, mesmo com a negativa, segundo a vítima, o médico abaixou mais a calcinha dela e passou os dedos no órgão sexual dela.

Assustada, ela colocou a roupa às pressas e se sentou.

Para tentar cessar as investidas, a jovem disse que se ele chegasse mais perto iria gritar. Depois disso, o médico passou a agir como se nada tivesse acontecido.

A vítima, então, procurou uma delegacia onde fez a denúncia. O caso foi registrado como violação sexual mediante fraude.