CONTRATOS

Fábio volta provocar Botelho

 

Depois der um período quando os dois pré-candidatos do União Brasil mantiveram os alfinetes guardados, Fábio Garcia, que não perde uma chance de criticar a administração de Emanuel Pinheiro, ao som de palmas do governo Mauro Mendes, voltou a espetar Eduardo Botelho por sua proximidade com o prefeito da capital.

Falando sobre revogar ou não a taxa de lixo que foi acrescentada de 212%, Fábio disse , “Entro nessa questão de Cuiabá com total independência, não tenho vínculo político com  o grupo que está aí, eu não tenho contrato ou negócio com essa prefeitura, eu não tenho contrato com essa prefeitura, portanto tenho a independência necessária para fazer as mudanças necessárias para consertar Cuiabá”.